2 Comentários

  1. Diógenes Araujo

    Olá Samuel,

    Muito bom o post! Obrigado por compartilhar seu conhecimento.
    Aqui na empresa usamos um quadro virtual e percebo que a comunicação não flui tão bem como o quadro físico. O quadro virtual ajuda na coleta de informações para calcular o lead time e cycle time.
    Qual prática/rotina você utiliza para coletar essas métricas a partir do quadro físico?
    Outra questão que percebo frequentemente é pessoas usando a palavra “kanban” como sinônimo de quadro, mas pela definição da palavra não sei se isso é certo, o que você acha?

    Responder
    1. Samuel Crescêncio

      Fala Diógines,

      Obrigado pelo comentário. Percebi que quando o time está junto, todas as vezes em que experimentei uma ferramenta eletrônica ao invés do quadro físico me arrependi. Realmente fica mais difícil coletar as métricas, mas o que fazemos mesmo é ter disciplina. A propósito, talvez a disciplina seja uma das coisas mais importantes no lean. Num dos times em que treinei, havia um scrum master muito dedicado e disciplinado que uma vez por dia após o daily meeting ele coletava as métricas. Em essência ele coletava quantos itens tínhamos em cada fase do fluxo por classe de serviço e com essas informações calculávamos velocidade, throughput e plotávamos manualmente o gráfico de fluxo cumulativo (esse da foto).

      Quanto ao última pergunta eu costumo chamar de board, quadro, dashboard. Me refiro como kanban quando o sistema que está sendo usado no board for puxado.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *